título

Educação: Praia com taxa de aprovação de 95,3 por cento dos alunos no Ensino Básico e 74 por cento no Secundário

O delegado do Ministério da Educação na Praia, Adriano Moreno, afirmou que o ano letivo findo foi “bastante positivo”, com uma taxa de aprovação de 95,3 por cento (%) no Ensino Básico e 74 por cento (%) no Secundário.

Em declarações à Inforpress, Adriano Moreno esclareceu que neste ano letivo conseguiu-se ” bons indicadores” em termos de aproveitamento, indicando o aumento da taxa de aprovação, a diminuição da taxa de reprovação e a do abandono escolar.

 

“No Ensino Básico, contamos com 17.870 alunos. Desses, 95,3 % conseguiram aprovação e tivemos uma taxa de abandono residual de 0.4%. No Secundário, há um efetivo de 13.872 alunos, a taxa de aproveitamento foi de 74 % e uma taxa de abandono de 3 por cento”, indicou o delegado.

 

Conforme a mesma fonte, em relação ao Ensino Básico houve um aumento da taxa de aproveitamento de 2 % , face ao ano anterior, mas a taxa de abandono manteve-se no mesmo nível. Já nos liceus, a taxa de aproveitamento aumentou em 3 por cento e a taxa de abandono teve uma diminuição, igualmente, de 3 por cento, face ao mesmo período homólogo.

 

Quanto às reprovações, Adriano Moreno afirmou que a incidência se deu, sobretudo, no 4 º ano do Ensino Básico, porque, sublinhou, é o ano em que os alunos enfrentam o exame, pela primeira vez, e no 9 º ano do Ensino Secundário.

 

Mas, o delegado sublinhou que “não há uma diferença significativa de reprovados entre rapazes e meninas.”

 

Para Moreno, esses dados positivos são frutos de uma boa organização administrativa.

 

“No ano letivo transato, organizamos escolas em agrupamentos escolares. Isto possibilitou uma maior rentabilização dos recursos disponíveis e, obviamente, repercutiu também na organização pedagógica das nossas escolas em que conseguimos reforçar a parte pedagógica com benefício para os alunos,” sustentou Adriano Moreno.

 

Para o próximo ano, a grande novidade vai ser o alargamento do ensino obrigatório até ao 8º ano, com a isenção de propina para os alunos do 7º e 8º ano, indicou o responsável, para quem este facto vai contribuir para “desafogar as famílias”, cujos os filhos já terminarem o Ensino Básico e pretendem ingressar no Secundário.

 

Entre outras novidades, destacou as obras de remodelação que estão a decorrer em várias escolas da capital, sobretudo na de Achada Grande Frente, que já está a ser pintada, e que terá uma unidade escolar em Achada Grande Trás, que está a ser construída pela Adega, para além das intervenções feitas nas escolas Constantino Semedo e na Escola Secundária Polivalente Cesaltina Ramos.

 

Ainda segundo o Delegado do Ministério da Educação, na Praia há projetos para a construção de casas de banho para melhorar as condições sanitárias das escolas básicas, dar continuidade ao “Web Lab” que proporciona “formas inovadoras” de ensino e dar seguimento ao projeto “Recreio”, desenvolvido em parceria com a Câmara Municipal da Praia, cujo objetivo é ocupar os alunos nas férias com atividades lúdico-pedagógicas.

 

SAPO c/ Inforpress

17 de agosto de 2018

Partilhe: Facebook Twitter