título

Eleições/Uni-CV: Candidato Artur Furtado aposta na melhoria da qualidade do ensino e da investigação

A melhoria da qualidade do ensino e da investigação constitui a principal aposta do candidato a reitor da Uni-CV, Artur Furtado, cujo lançamento oficial da candidatura aconteceu hoje, no Campus do Palmarejo, sob o lema “uma nova visão”.

Em declarações à Inforpress, Artur Furtado disse que caso vença as eleições, previstas para 19 deste mês, pretende aproximar a Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) da sociedade civil, nomeadamente, das empresas, dos municípios e, principalmente, ter um bom relacionamento com o Governo.

“Essas são as linhas de força da nossa proposta, porque acreditamos que a instituição pode ser melhor gerida, uma vez que, nos últimos anos, tem perdido terreno nos ganhos obtidos”, notou o candidato.

Por isso, defendeu que com uma “equipa motivada”, uma “gestão rigorosa, séria e transparente”, pode-se melhorar a condição da universidade, principalmente a nível da investigação e internacionalização da instituição.

Neste sentido, adiantou que a visão da sua candidatura é apostar na valorização do conhecimento nas áreas prioritárias para o país, isto porque, segundo Artur Furtado, a universidade não tem que ser somente “aulas, que é importante”, mas também, uma abordagem voltada para aquilo que é de interesse nacional.

Em relação os docentes, adiantou que além de trabalhar na questão das promoções e reclassificações, vai apostar na autonomia das unidades orgânicas, por forma a proporcionar os professores maior participação nas decisões da universidade.

Para os alunos, o foco vai ser no ensino-aprendizagem com uma perspetiva de integração no mercado de trabalho, sendo que, para isso, Artur Furtado promete apostar no apetrejamento dos laboratórios, principalmente os das áreas tecnológicas.

Nascido a 21 de dezembro de 1970, em Santa Catarina, São Tomé e Príncipe, e filho de cabo-verdianos, o professor doutor Artur Tavares Furtado é licenciado em Engenharia Industrial pela Universidade do Estado de Iowa, nos Estados Unidos da América.

À licenciatura, soma dois mestrados: um em Gestão Industrial, Diploma de Estudos Avançados, pela Universidade de Tecnologia de Troyes, França e o outro em Direito da Propriedade Intelectual, pela Universidade de Direito de Yaoundé, Camarões.

Possui, ainda, uma pós-graduação em Direito dos Contratos, pelo Instituto Superior de Ciências Jurídicas e Sociais (ISCJS), na Praia, Cabo Verde.

O candidato é doutorado em Análise de Fluxo de Matéria Aplicado ao Ordenamento do Território, pela Universidade de Tecnologia de Troyes, França.

É ainda formado em Gestão de Pequenas e Médias Organizações, em Israel. Foi ponto focal da CEDEAO (Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental), em Cabo Verde, para área de investigação, e tem desempenhado as funções de administrador executivo na Comissão Instaladora do Instituto Nacional da Propriedade Intelectual.

É docente e investigador da Uni-CV desde 2008.

Partilhe: Facebook Twitter