título

Elvio Pereira: “O YALI é uma oportunidade de desenvolvimento pessoal e profissional”

O médico, natural da cidade da Praia, vai fazer uma formação na área de Gestão Pública, durante seis semanas, nos EUA, no âmbito do programa Mandela Washington Fellowship.

Elvio Ilkes Gonçalves Pereira é licenciado pela Universidade Latino Americana de Medicina de Cuba. Desde 2014, desempenha a função de Delegado de Saúde de São Nicolau.

 

O jovem de 30 anos também desempenha a função de presidente da Comissão municipal de Saúde da Ribeira Brava, onde faz parte do grupo de investigadores do Instituto Nacional de Saúde Pública e integra a Comissão de Autorização de Utilização Terapêutica da Organização de Antidopagem de Cabo Verde.

 

Para além das atividades ligadas a área da saúde, Elvio Pereira é futebolista federado.

 

O médico é um dos seis jovens cabo-verdianos selecionados para participar no programa YALI 2018. O jovem líder vai fazer uma formação na área de Gestão Pública, durante seis semanas, na Brigdewater State University, em Massachusetts.

 

Adquirir conhecimentos e ferramentas que o possam ajudar a desempenhar cada dia melhor o seu trabalho, de servidor público, é uma das motivações que levaram Elvio Pereira a candidatar-se ao programa YALI.

 

“Considero o YALI uma grande oportunidade de conhecer várias pessoas, realizar troca de ideias e experiências e estabelecer parcerias. Para mim, o YALI é uma oportunidade de desenvolvimento pessoal e profissional”, afirma.

 

No que tange às expectativas, o médico disse ao SAPO que são as melhores possível. “Sinto-me motivado. Espero aprender muitas coisas novas, fazer amizades, escutar e partilhar experiências com os outros colegas, assim como ver as boas práticas das diferentes instituições dos EUA, para depois poder implementar todo o conhecimento adquirido no nosso dia a dia, de forma a prestar um melhor serviço público aos nossos utentes”, salienta.

 

Quando regressar ao arquipélago, o médico pretende repassar os conhecimentos adquiridos na área da Gestão Pública aos técnicos nacionais.

 

“Quero reforçar a nossa política de boas práticas, eficiência e eficácia e, isso só será possível envolvendo todos os nossos colaboradores, para que desta forma possamos atingir o nosso objetivo, que é melhorar cada vez mais a qualidade de vida dos cabo-verdianos e ajudar no desenvolvimento do país, em especial na área da saúde”, conclui.

 

Não perca em breve as entrevistas com os outros selecionados da edição de 2018.

 

+ Dossier YALI no SAPO Estudante

 

12 de junho de 2018

 

Aline Oliveira | SAPO CV

Partilhe: Facebook Twitter