título

Ensino Superior: “Não tenhamos presente que tudo o que foi feito está mau”, diz administrador indigitado da ARES

O administrador indigitado da Agência Reguladora do Ensino Superior (ARES), João Dias, disse hoje que nem tudo o que foi feito na área está mau e que, inclusive, muitas coisas foram bem-feitas nas condições possíveis.

João Dias fez estas declarações à Inforpress, à saída de uma audição prévia dos membros indigitados pelo Governo para integrarem o Conselho de Administração da ARES, pela Comissão Especializada de Educação, Cultura, Saúde, Juventude, Desporto e Questões Sociais da Assembleia Nacional.

 

“Não tenhamos presente que tudo o que foi feito está mau, porque há muitas coisas que foram bem-feitas nas condições possíveis”, disse João Dias, completando que, nesta altura, o Estado entendeu que chegou o momento de se instalar a agência de regulação de forma que todos saibam quais são as regras a se cingir para que o ensino superior seja de qualidade para todos.

 

Quanto as questões colocadas pela Comissão Especializada, o administrador indigitado explicou que as mesmas tiveram a ver, no fundo, com as que a ARES terá de intervir no ensino superior.

SAPO c/Inforpress

09.10.2018

 

“Tudo aquilo que tem a ver com a qualidade, sustentabilidade no Ensino Superior, a questão da creditação dos ciclos de estudo, de novas instituições de ensino superior, avaliação”, afirmou João Dias para quem, de certa forma, se passou tudo aquilo que devem ser os parâmetros de intervenção da ARES.

 

João Dias informou ainda que está no Ensino Superior desde 2006 e que é uma área pela qual é “apaixonado” e que, por isso, nem pensou duas vezes ao aceitar a indigitação.

 

João Dias foi indigitado para presidir o Conselho de Administração da ARES do qual também fazem parte João Silva e Elisabeth Coutinho, que serão igualmente auscultados pela Comissão Especializada de Educação, Cultura, Saúde, Juventude, Desporto e Questões Sociais da Assembleia Nacional.

 

O Governo, segundo o secretário de Estado para Educação, Amadeu Cruz, está a fazer de tudo para que o Conselho Administração da ARES tome posse e entre em funcionamento ainda neste mês de outubro.

Partilhe: Facebook Twitter