título

Fogo: Alunos e professores da ESPV concluem hoje formação sobre programação como forma de exploração e aprendizagem

Na formação participaram um total de 30 pessoas, sendo 10 professores e 20 alunos.

Uma ação de formação dos alunos e professores da escola secundária Pedro Pires (Ponta Verde) sobre programação como forma de exploração e aprendizagem, termina hoje depois de cinco dias de sessões.

 

A ação formativa enquadra-se no projeto tecnológico “KriolCampus”, da agência Digital Kmindz, e tem por finalidade capacitar os alunos e docentes para a instalação do Núcleo Tecnológico da escola secundaria Pedro Pires (Ponta Verde).

 

Com esta formação pretende-se levar a inovação tecnológica às escolas e familiarizar os professores e alunos com a metodologia STEAM (Science Technology Engineering Arts Mathematics) e apresentar soluções nas áreas de robótica, programação e jogos.

 

Segundo uma nota de imprensa do Instituto Pedro Pires para a Liderança (IPP), trata-se de uma metodologia que ensina os jovens estes temas, de forma integrada, e usando a programação como forma de exploração e aprendizagem.

 

É que de acordo com a mesma fonte, os jovens serão capazes de fazer um bom uso das novas tecnologias e usar a informação de forma critica e argumentativa e por outro lado, serão capacitados a usar a comunicação e a criatividade para resolução de problemas.

 

A formação é promovida pelo IPP, com o apoio da Embaixada dos Estados Unidos e da CVMovel, e nele participaram um total de 30 pessoas, sendo 10 professores e 20 alunos.

 

SAPO c/ Inforpress

 

09 de fevereiro de 2018

Partilhe: Facebook Twitter