título

Fogo: Perto de meia centena de alunos do 12º ano de Dr. Teixeira de Sousa pendentes a recurso

Perto de meia centena de alunos do 12º ano de escolaridade da escola secundária Dr. Teixeira de Sousa em São Filipe, estão pendentes a provas de recurso que serão aplicadas a partir de 15 de Junho.

As pautas com as notas referentes ao ano lectivo 2019/20 foram afixadas sexta-feira, depois de alguns dias de trabalho, um sistema de avaliação excepcional devido à pandemia do novo coronavírus (covdi-19).

 

O director da escola, Emanuel Barbosa avançou à Inforpress que foram avaliados um total de 125 alunos das áreas de Ciência e Tecnológica (25), Económico Social (44) e Humanística (56), dos quais 46 alunos, correspondente a 36,8 por cento (%) estão pendentes a provas de recurso para a conclusão do ensino secundário, adiantando que a avaliação final só será feita após a aplicação das provas de recurso.

 

As provas de recurso, segundo o director, destinam-se aos alunos que tendo ficado reprovado com uma nota não inferior a sete valores, mas também a todos os alunos que pretendem melhorar as suas notas, em qualquer das disciplinas, por isso a escola prevê que muito mais alunos possam recorrer a este processo para subir a nota.

 

Como não foi possível a retoma das aulas do terceiro trimestre a avaliação final deste ano lectivo a nível do secundário é feita entre as notas do primeiro trimestre e as do segundo, sendo que as do primeiro correspondem a 45% e as do segundo a 55%.

 

O director da escola secundária Dr. Teixeira de Sousa indicou que os alunos dos diferentes anos de escolaridade já estão devidamente esclarecidos sobre a forma de avaliação e que devem ou podem ir ao recurso em qualquer disciplina, mesmo que seja para melhorar a nota.

 

Já os alunos que frequentaram as aulas durante um único período lectivo, ficam sujeitos a realização de uma prova extraordinária, para depois fazer a média entre as notas do período que frequentou mais a da prova extraordinária.

 

O director deste estabelecimento de ensino indicou que as notas foram publicadas na página na rede social da escola (facebook) além de estar disponível no átrio da escola, podendo os pais e encarregados de educação, também, através do “dossiê do aluno” consultar as notas.

 

Este lembrou que com a integração do Sistema Integrado de Gestão Escolar (SIGE) no portal “Porton di nos ilha”, os pais e encarregados de educação podem acompanhar, online, a vida escolar dos seus educandos, já que possibilita acompanhar e conferir a assiduidade, notas, propinas, contacto com escolas e professore, através de qualquer dispositivo de comunicação móvel.

 

SAPO c/ Inforpress

 

30-05-2020

Partilhe: Facebook Twitter