título

"Governo está a trabalhar para que todas as crianças estejam na escola", diz Olavo Correia

O vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, garantiu que o governo esta a trabalhar para que todas as crianças estejam na escola, no Pré-escolar e para que o ensino obrigatório chegue ao 12º ano.

Olavo Correia fez essa afirmação no âmbito do encontro que manteve esta manhã com cerca de 100 alunos do Ensino primário das Escolas da Capelinha, Lavadouro e SOS Praia.

 

O governante, que começou por agradecer as escolas e os professores pela iniciativa, no quadro da Semana da República em visitar o Ministério das Finanças, disse que o maior investimento que um país possa fazer é na “educação das suas crianças”.

 

“É importante que os alunos conheçam o Ministério das Finanças e poderem entender o que fazemos. As crianças devem brincar, aprender e respeitar as pessoas e nós, que estamos na esfera pública, temos de trabalhar para que elas tenham uma vida cada vez mais feliz e, sobretudo, que tenham um bom sistema de ensino”, enfatizou.

 

Neste âmbito, sublinhou que, para além do ensino obrigatório, o governo está ainda a trabalhar para que as crianças aprendam línguas, cada vez mais cedo, para que possam comunicar com os amigos do mundo.

 

“O mundo hoje é uma escala global em que todos nós temos de dominar as ferramentas para podermos comunicar nesse sentido. Queremos, também, um sistema que divulgue as ciências e tecnologias, que ensine valores da liberdade, da democracia, do respeito e do mérito”, afiançou.

 

Em declarações à Inforpress, a professora da Escola da Capelinha Caetana Lopes dos Santos, que falou em nome das colegas, avançou que a visita se enquadra na Semana da República e que visava dar a conhecer aos alunos o ministério e os seus serviços.

 

“A visita ao Ministério das Finanças deve-se ao facto de se tratar de um serviço que cuida da economia do país, e como este não funciona sem a economia e nem sem as finanças, pois, é a casa que gere os recursos públicos, queríamos mostrar aos nossos alunos como funciona”, disse.

 

Para além do Ministério das Finanças, as Escolas elaboraram um programa, no âmbito da Semana da República, em que os alunos irão visitar outros ministérios e instituições do país.

 

Inforpress

 

19 de janeiro de 2018

Partilhe: Facebook Twitter