título

Ministra da Educação garante que até o final do ano todos os docentes estarão colocados

Maritza Rosabal fez esta intervenção à margem do conselho alargado para preparação do ano lectivo, com a participação de todos os dirigentes dos serviços centrais e descentralizados do Ministério da Educação (ME), evento que aconteceu entre os dias 05 e 07.

Conforme explicou, o concurso para o recrutamento de novos docentes foi lançado, foram feitas as provas, faltando somente o resultado final, para depois se publicar a lista dos docentes e antes do fim do ano os professores estarem colocados.

 

Em jeito de balanço do encontro, explicou ainda que para o novo ano lectivo, foi adoptado a não transferência de professores, enquanto não houver nenhum substituto porque “cria muito problemas no sistema”.

 

A governante avançou que foi debatido também a forma como os alunos se comportaram em termos de resultados, exemplificado a prova de Matemática do quarto ano de escolaridade, da qual no último ano se aplicou um outro instrumento que são as provas nacionais.

 

Além disso, referiu, a introdução de um instrumento de lógica diferente do que se estava a fazer anteriormente, “surpreendentemente com bons resultados”.

 

Um outro ponto abordado por Maritza Rosabal foi questão das escolas isoladas, ou seja, que estão em lugares mais remotos, com menos acesso a tecnologia.

 

“Essas escolas foram dotadas de equipamentos específicos de tecnologia como forma de criarmos oportunidades iguais para as crianças”, sublinhou.

 

Contudo, defendeu, o que realmente teve grande impacto no encontro foram os mecanismos que o ME quer para por em pé o lema deste ano, que vai ao encontro de “todos juntos pela qualidade, sem deixar para trás e centrado na efectivação dos direitos da criança”.

 

Durante os três dias foram debatidos os principais desafios e medidas para o próximo ano lectivo, a organização e funcionamento do sistema educativo, bem como, a apresentação das políticas de protecção das crianças, jovens e adolescentes nas escolas.

 

De acordo com o ME, o ano lectivo arranca a 23 de Setembro, com cerca  88.000 mil alunos dos ensinos básico e secundário e 6.200 professores.

 

SAPO C/ inforpress

08.08.2019

Partilhe: Facebook Twitter