título

Reitor da Uni-Piaget preocupado com o abandono das universidades pelos alunos a meio percurso

O reitor da Universidade Jean Piaget de Cabo Verde (Uni-Piaget), Wlodzimierz Szymaniak, mostrou-se hoje na cidade da Praia preocupado com o facto de muitos estudantes estarem a abandonar a formação universitária sem explicação.

O reitor mostrou esta preocupação em declarações à imprensa, à margem do seminário para a socialização das Agenda Nacional de Investigação (ANI) e do Fundo da Pesquisa para o Desenvolvimento (FPD), promovido pelo Ministério da Educação, através do Gabinete de Ciência e Tecnologia (GCT).

 

“O principal problema que temos é o abandono do curso em várias fases, muitas vezes em momentos surpreendentes, isto é, a pessoa já estudou durante quatro anos, tem a memória iniciada e abandona perto da meta final”, afirmou, acrescentado que essa é uma realidade contrária do que se tem a perceção.

 

Conforme explicou, muitas vezes pensa-se que o principal problema que Cabo Verde enfrenta em relação ao Ensino Superior tem a ver só com os licenciados desempregados, mas que esses, raramente ficam desempregados por um longo período do tempo.

 

Neste sentido, o reitor Wlodzimierz Szymaniak contou que a universidade está a dialogar, neste momento com o Ministério da Educação a questão da valorização das competências, ou seja, alguns profissionais com experiência de vários anos vão poder ingressar na universidade e com algumas disciplinas aprovadas.

 

O secretário de Estado da Educação, Amadeu Cruz, já teve a oportunidade de afirmar publicamente que está em curso as reformas institucionais no domínio da reorganização do Ensino Superior, do sistema de qualidade e do modelo de financiamento.

 

Essas reformas, conforme o governante, visam garantir as condições de qualificação dos jovens para a sua integração no mercado de trabalho num contexto de crescimento da economia, como forma de reduzir a incidência do desemprego jovem e as assimetrias regionais.

 

SAPO c/ Inforpress

 

12 de junho de 2018

 

Partilhe: Facebook Twitter