título

Sal: Alunos de famílias vulneráveis beneficiados com kits escolares

Um grupo de 35 alunos do 5° ao 12° ano, provenientes de famílias vulneráveis das localidades de Espargos, Palmeira e Pedra de Lume, no Sal, vai ser beneficiado com kits escolares, no âmbito do Projeto Bolsa de Estudos.

A iniciativa, sustentada pelo Instituto Cabo-verdiano da Criança e do Adolescente (ICCA), local, em parceria com a Associação Nu Bai (ANB), uma associação cabo-verdiana sem fins lucrativos, criada desde 2012 por um grupo de italianos residentes no Sal, tem como principal propósito apoiar as crianças das famílias mais desfavorecidas da ilha turística.

 

Além deste grupo de mais de três dezenas de meninos entre crianças, jovens e adolescentes, o projeto, conforme a coordenadora do ICCA, Queila Soares, vai apoiar, também, na medida do possível, crianças do 1° ao 4° ano, com kits escolares para fazer face ao ano letivo 2019-2020.

 

O ato de entrega dos materiais escolares aos miúdos das classes sociais mais vulneráveis, economicamente, no intuito de garantir os seus estudos e o alcance do sucesso escolar, durante este ano letivo, acontece no período da tarde desta quarta-feira, na Biblioteca Jorge Barbosa, nos Espargos.

 

A coordenadora da Delegação do ICCA reforça que esta parceria com a Associação Nu Bai (ANB), que já vai no seu quinto ano letivo, visa minimizar o insucesso, o abandono e o não ingresso na vida escolar.

 

“O ICCA quer incentivar o sucesso escolar, na ilha do Sal, em parceria com a Associação Nu Bai, no âmbito do projeto Bolsa de Estudos para crianças de famílias carenciadas e vulneráveis”, frisou a responsável.

 

Queila Soares acrescentou que este gesto é uma forma de fazer as famílias entenderem o “quão importante” é o material que vai ser entregue aos filhos, e motivá-los a melhor acompanhar os seus educandos para o alcance do sucesso escolar.

 

SAPO/Inforpress

Partilhe: Facebook Twitter