título

Santa Catarina: Docente universitário lança livro sobre contabilidade

O docente universitário Minarvino Furtado apresentou, em Assomada, o seu primeiro livro intitulado “Manual de Contabilidade Financeira: Teoria e Prática”.

O docente universitário Minarvino Furtado apresentou hoje, em Assomada, o seu primeiro livro intitulado “Manual de Contabilidade Financeira: Teoria e Prática” adotado à realidade cabo-verdiana, momento aproveitado para anunciar nova obra na mesma área para próximo ano.

 

O ato do lançamento, no auditório da Universidade de Santiago (US), Santa Catarina (interior de Santiago), contou com a participação de familiares, discentes e docentes do Departamento das Ciências Económicas e Empresariais.

 

O livro tem a chancela da ISE Editorial, do docente Silvino Évora, e o lançamento teve como apresentador o professor universitário Narcelindo Brito.

 

Em declarações à Inforpress, o apresentador disse que a obra de “produção e com realidade pura nacional” veio “em boa hora” e vai colmatar o “défice de livros” para esta área em Cabo Verde.

 

Para o mesmo, o livro traz “exemplos práticos” e vai ao encontro das necessidades e preocupações que os alunos têm mostrado nas salas de aulas, acrescentando que o mesmo também é direccionado aos profissionais da área de Contabilidade, Gestão de Empresas e Economia.

 

“Este é o único livro adaptado à realidade cabo-verdiana”, sublinhou o docente do Curso de Contabilidade e Gestão de Empresa da US.

 

Narcelindo Brito instou o autor a dar continuidade à produção de livros nesta área, aconselhando-o a destacar no próximo livro às 25 normas adoptadas pelo país.

 

A propósito, o autor avançou à Inforpress que em 2019 vai lançar um livro intitulado “Sistema de Avaliação Contabilístico e Relato Financeiro” que vai englobar todas as 25 normas contabilísticas que Cabo Verde adoptou da União e ainda vai trazer as que o arquipélago não adoptou, proposta pelo apresentador da obra.

 

Conforme explicou, o livro, que à semelhança do primeiro vai destinar-se aos discentes, docentes e profissionais de Contabilidade, vai trazer um resumo técnico de máximo duas paginas para cada uma dessas normas, com o objectivo de facilitar na leitura.

 

“Cada uma dessas normas virá com uma aplicação prática, com enquadramento, porque que foi feita isto e mais aquilo, com justificativa de acordo com a norma”, desvendou.

 

Relativamente ao livro ora lançado, informou que está dividido em três partes e destina-se aos discentes e docentes do ensino superior nas áreas de contabilidade, gestão e economia e todos aqueles que, de alguma forma, estejam interessados em ter conhecimentos da contabilidade financeira.

 

A primeira parte começa por apresentar um conjunto de conceitos introdutórios necessários para o entendimento da Contabilidade e o conceito de harmonização contabilística, para definir os contornos e as regras às quais a contabilidade financeira deve obedecer.

 

Na segunda parte tem algumas operações correntes de contabilidade, nomeadamente compra e venda de mercadorias, gastos com o pessoal e a parte três é dedicada à contabilidade de grupos de empresas, particularmente à questão da consolidação de contas e investimentos em associadas.

 

Relativamente aos conteúdos do livro, destacou a questão da “harmonização contabilística”, que segundo sustenta fez questão de trazer para mostra que uma pessoa em Cabo Verde e fora “falam a mesma linguagem contabilística”, algo que não aconteceria nos anos anteriores.

 

O também docente da área afirmou que o livro fala da contabilidade de acordo com a legislação cabo-verdiana, sistema de normação contabilístico e de código contas é de “leitura obrigatória” principalmente para os estudantes das Ciências Económicas e Empresarias, e também para os profissionais de contabilidade que precisam fazer “ reciclagem”.

 

27 de março de 2018

 

SAPO / Inforpress

Partilhe: Facebook Twitter