título

São Vicente: Delegada do Ministério da Educação elogia novas instalações na ilha

A Delegação Escolar, conforme avançou Maria Helena Andrade, à Inforpress, já funciona em infra-estrutura própria, a inaugurar este sábado, na antiga Escola da Praça Nova, desde o mês de Abril.

A ministra da Educação, Maritza Rozabal, preside este sábado à cerimónia de inauguração das novas instalações da Delegação Escolar de São Vicente, um espaço que se mostra “condigno” para representar o ministério na ilha, segundo a delegada.


A Delegação Escolar, conforme avançou Maria Helena Andrade, à Inforpress, já funciona em infra-estrutura própria, a inaugurar este sábado, na antiga Escola da Praça Nova, desde o mês de Abril.


“É um espaço condigno para a representação do ministério na ilha, histórico aqui em São Vicente, o que nos deixa muito satisfeitos”, regozijou-se a delegada, para quem estão criadas “todas as condições” para permitir trabalhar “em pleno e sem problemas”.


“Agora temos um espaço definitivo e podemos poupar dinheiro ao Estado em aluguer”, precisou Maria Helena Andrade, que se refere, assim, às circunstâncias vividas anteriormente com a delegação a funcionar em espaços alugados, como o antigo Liceu Gil Eanes e ainda num prédio na Avenida da Holanda, no Monte Sossego.


Uma situação que “a partir de agora não se repetirá”, na medida em que o emblemático edifício da Praça Nova permitiu a transferência de todos os serviços como secretaria, coordenação dos sub-sistemas, Ficase, estatísticas e planeamento e orçamento, que funcionavam em edifício arrendado.


No final do ano lectivo 2013-2014, o Ministério da Educação mandou encerrar o estabelecimento de ensino, devido a degradação da infra-estrutura e, alunos, professores e funcionários foram transferidos para a escola mais próxima, a “Aurélio Gonçalves”.


As obras, no entanto, só seriam iniciadas em Agosto de 2014, mas as mesmas duraram mais do que o previsto devido à mudança do empreiteiro, com a rescisão do contrato por parte do ministério.


Em 2015 lançou-se um novo concurso para o reinício das obras.


Hoje, a Escola da Praça já aparenta “cara nova” com trabalhos de reabilitação do edifício que consistiram na retirada do telhado e do tecto falso, avaliação da estrutura de madeira que suporta o telhado, todos substituídos, implantação de pilares, colocação do betão armado, carpintaria e pinturas novas.


A cerimónia de inauguração está marcada para às 11: 00 deste sábado e vai ser presidida pela ministra de Educação, Maritza Rozabal, em evento que deve contar ainda com uma parte cultural interpretada pelo Grupo Coral da Escola Jorge Barbosa.

 

6 de julho de 2018

 

SAPO/ Inforpress

Partilhe: Facebook Twitter