título

Uni-CV quer levar todas ofertas formativas para o Pólo da Região Santiago Norte no ano letivo 2019/20

A intenção foi manifestada pela reitora Judite Nascimento, em declarações à imprensa.

A Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) pretende disponibilizar as suas ofertas formativas, com destaque para mais de 40 cursos de licenciaturas nas suas seis unidades orgânicas, ao Pólo da Região de Santiago Norte, no ano lectivo 2019/20.

 

A intenção foi manifestada hoje pela reitora Judite Nascimento, em declarações à imprensa no âmbito da cerimónia de inauguração da primeira feira de ofertas formativas da Uni-CV realizada, esta quarta-feira, na cidade de Assomada, município de Santa Catarina.

 

Na ocasião, Judite Nascimento explicou que para isso é preciso que haja procura por parte dos alunos nos respectivos cursos.

 

“A nossa política na Uni-CV, é onde estiver a universidade levar os cursos…”, disse, garantindo que a partir do ano lectivo 2019/20 quando estiver consolidado o Pólo III situado em Achada Falcão (interior de Santiago) e havendo procura suficiente qualquer curso da Uni-CV poderá ser oferecido nesta unidade orgânica.

 

Entretanto, anunciou que o referido Pólo terá já no próximo ano lectivo uma reitoria além de albergar a Faculdade de Educação e do Desporto (Educação Básica em Ciências da Terra e da Vida, Língua Portuguesa e Estudos Cabo-verdianos, Matemática, Complemento Pedagógico, Educação Física e Desporto) e a Escola de Ciências Agrárias e Ambientais (Agronomia Socioambiental) com os respectivos cursos.

 

Relativamente à primeira feira de ofertas formativas da Uni-CV, Judite Nascimento disse que a mesma tem como objectivo fazer o lançamento da Faculdade de Educação e Desporto – a nova faculdade da Uni-CV herdada ao extinto Instituto Universitário de Educação (IUE), servindo ainda para “convidar” os estudantes da região de Santiago Norte a procurarem também as outras faculdades e Pólos da universidade pública.

 

Fez saber ainda, que para o próximo ano lectivo 2018/19 a universidade dividida em três pólos (Praia, São Vicente e Assomada) nas suas seis unidades orgânicas vão oferecer mais de 40 cursos de licenciatura, sendo que de momento oferecem quatro doutoramentos, além de mestrados, totalizando em 20 pós-graduações.

 

Segundo a reitora da Uni-CV, tendo em conta que a universidade tem três pilares de ensino (licenciatura, cursos profissionalizantes, cursos moderares, e cursos e doutoramento e mestrados), investigação e extensão universitária, querem trazer esta mesma dinâmica para o Pólo III da região Santiago Norte.

 

“Pretendemos com a instalação da Faculdade de Educação e Desporto em Santiago Norte alargar a acessibilidade da universidade pública em Cabo Verde, com o fito de fazer com que os estudantes fiquem na sua zona a fazer a formação que escolher, em vez de se deslocarem à Cidade da Praia”, disse.

 

Participaram no acto da abertura, directores dos agrupamentos escolares, dirigentes e docentes da Uni-CV, delegado do Ministério da Educação de Santa Catarina, Pedro Monteiro, e ainda do presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina, José Alves Fernandes.

 

Na ocasião, o edil Fernandes mostrou a disponibilidade da autarquia em firmar parcerias com a Uni-CV no que tange ao pagamento de propinas para que os jovens provenientes de famílias pobres possam ter acesso ao ensino superior.

 

Integrado ainda na cerimónia, a Biblioteca Nacional de Cabo Verde (BNCV) fez a entrega de vários livros para a Faculdade de Educação e Desporto.

 

Entretanto, estão programadas também várias actividades que serão desenvolvidas até o final da tarde desta quarta-feira, destacando-se entre elas a realização de uma feira de saúde com foco na doação de sangue para o Hospital Regional de Santiago Norte, mini-feira de livro da BNCV, demonstração com drone, animação de robótica, exposição das ofertas formativas das diferentes unidades orgânicas de Uni-CV, exposição artística, musical e dramatização, exposição de produtos e tecnologia de tecnologias de Investigação Agrárias (UNIDA).

 

A 1ª feira da Uni-CV conta com parceria da Câmara Municipal de Santa Catarina, da Delegação Escolar e da Biblioteca Nacional de Cabo Verde.

 

SAPO/ Inforpress

28 de junho de 2018

Partilhe: Facebook Twitter